Atendimento (11) 9.4369-1112 contato@institutomae.com
Blog

Blog

Gravidez saudável: Futura mamãe deve ter um alimentação equilibrada e praticar exercícios físicos

01 de dezembro de 2017 |
Instituto Mãe

Gravidez saudável: Futura mamãe deve ter um alimentação equilibrada e praticar exercícios físicos por @dr.rodrigorosa

 

 

Uma alimentação adequada e prática de atividade física contribuem para uma gestação saudável e o desenvolvimento do bebê.

A futura mamãe deve consumir alguns alimentos específicos e evitar outros. Não há restrição calórica severa, principalmente, entre o segundo e o terceiro trimestre, o que não significa que deva comer por dois. Há apenas um discreto aumento na demanda calórica e a dieta deve ser supervisionada por um nutricionista.

Deve incluir frutas frescas, vegetais, peixes, carnes magras, nozes, castanhas, azeite de oliva extravirgem, ovos e, preferencialmente, alimentos orgânicos. Recomendo evitar carne vermelha, carboidratos simples como doces e farináceos, café, refrigerantes, chá preto ou mate e derivados do leite, além do álcool e alimentos processados e industrializados. Carboidratos complexos como arroz integral e fontes de gorduras boas, como óleo de coco, também são boas opções.

A ingestão de alimentos ricos em vitamina B6 como banana, oleaginosas e abacate aumentam a implantação do embrião e diminuem a chance de aborto em até 30%.

A prática de exercícios durante a gravidez também diminui a chance de complicações durante o parto e prematuridade. Os bebês de mães fisicamente ativas têm melhor desenvolvimento dos sistemas respiratório e nervoso. A atividade física prepara a mulher para o parto, pós-parto e amamentação, proporciona o aumento da força muscular, da flexibilidade, da consciência corporal, da disposição e da autoestima.

Caminhada, pilates e hidroginástica são as atividades mais recomendadas durante a gravidez. Mas se a gestante já praticava musculação ou corrida, a orientação é diminuir a intensidade.

No caso de mulheres sedentárias, a recomendação é iniciar a prática de exercícios após 12 semanas de gestação, pois o primeiro trimestre gestacional é o período com maior risco de aborto. A futura mamãe deve realizar atividade física até quando se sentir disposta para tal. Não existe uma regra.  Se não houver nenhuma intercorrência durante a gravidez, a mulher pode praticar exercícios até o dia do parto desde que diminua a intensidade gradualmente.

Rodrigo da Rosa Filho é Graduado em medicina pela Escola Paulista de Medicina (Unifesp/EPM), Membro da Sociedade Brasileira de Reprodução Humana (SBRH) e da Sociedade de Ginecologia e Obstetrícia do Estado de São Paulo (SOGESP), e Co-autor/colaborador do livro “Atlas de Reprodução Humana” da SBRH e autor do livro” Ginecologia e Obstetrícia- Casos clínicos” (2013).

 

 

 

 

Categorias:
Coisas de mãe