Blog

Blog

Instituto Mãe: A importância dos livros de histórias na vida das Crianças

23 de abril de 2018 |
Instituto Mãe

Instituto Mãe: A importância dos livros de histórias na vida das crianças, por Maria Drummond Gruppi @pontoomega

Instituto Mãe: É no laço da narrativa de uma história infantil que as crianças constroem vínculos com o outro, se deixam arrebatar e levar por personagens que desenham, tecem e constroem tramas, sempre recheadas de surpresas e desafios.

Com os ouvidos afiados, atentas às narrativas e, embaladas pela voz do contador de histórias, elas imaginam, visualizam, dão vida aos personagens, e colorem, cada cena, a partir das suas experiências pessoais.

Portanto, os personagens, são únicos e singulares e, assim como elas, torcem, vibram, se desapontam, choram, vencem e superam todas as dificuldades.

Assim é o mundo mágico dos contos, das histórias, e das narrativas que estão nos livros. O encanto e o arrebatamento que cada história provoca, vai depender das experiências pessoais e da imaginação de quem a

escuta. Quanto mais uma criança escuta histórias, mais ela cria, inventa, viaja e se deixa arrebatar.

O arrebatamento, assim como a imaginação, e a leitura, não têm fim. Alguns livros são portadores de textos de histórias e contos cheios de magia, outros trazem informações e conhecimento. O que importa é que os livros conquistam e seduzem pelas surpresas e desafios que carregam e apresentam.

Com o acesso que as crianças da atualidade têm aos brinquedos eletrônicos, os livros infantis não podem ser esquecidos em um reino tão, tão distante.

Além de contribuírem para o empobrecimento afetivo e emocional da criança, os eletrônicos não permitem a criação de vínculos, impedem a criança de imaginar, de fantasiar, de se arrebatar e de se maravilhar.

Deve-se levar em conta, ainda, que ler, ou contar uma história para uma criança, é um pretexto que, para além de criar e fortalecer laços e vínculos afetivos, a ajuda na compreensão e na resolução dos seus conflitos internos.

Cheios de significados, tais narrativas colocam a criança frente a frente com conflitos éticos, com questões que envolvem o certo e o errado, levam-na a lidar com emoções que podem ou não ser violentas, ajudam na compreensão dos vínculos afetivos sociais e emocionais levando-a ase deparar com soluções que, longe de serem mágicas, muitas vezes são conflitantes e angustiantes.

Para cada criança e para cada momento existe uma história. Se adequada, pode ajudar a aliviar os sintomas pelos quais uma criança está passando, levando-a a encontrar saídas para problemas emocionais ou físicos.

No escola em que sou diretora, a Ponto Omega, em são Paulo, a prática da contação de histórias é realizada durante todo o ano.Elas são contadas ou lidas para a criançada com a intenção de despertar a curiosidade, a atenção, o desejo e a vontade de repetir a experiência de escuta e também a de ser leitor.

 

Categorias:
Coisas de mãe